Concursos públicos: Como passar estudando poucas horas por dia?

Muitos brasileiros sonham em passar em um concurso para assumir um cargo público. Contudo, muitas pessoas deixam de lado esse sonho por não ter tempo para estudar. É exatamente por isso, aliás, que separamos algumas dicas de como passar em concursos público estudando apenas 2 horas por dia.

A procura dessas vagas aumenta na medida em que há maior estabilidade empregatícia, assim como há algumas facilidades em relação, por exemplo, a emendar feriados. Por outro lado, os salários pagos aos cargos públicos geralmente estão acima da média paga por empresas privadas, outro atrativo.

concursos públicos

Embora muitas pessoas se dediquem exclusivamente ao estudo para esse tipo de prova, é possível passar em concursos públicos estudando apenas 2 horas por dia. Como? Confira abaixo e dê sequência aos seus planos de se tornar um servidor público.

DICA: Tem dúvida de qual curso devo fazer ao entrar para uma faculdade? Clique e descubra!

Tempo x Aprovação

Muitas pessoas acreditam que a aprovação em um processo de seleção para cargos públicos depende da quantidade de horas estudadas por dia.

Por essa lógica, portanto, aqueles que se dedicam exclusivamente para isso (chamados popularmente de “concurseiros”) teriam vantagem sobre os candidatos que também fazem outras atividades e não possuem o dia integralmente disponível para os estudos.

Contudo, isso não passa de um ledo engano, pois a disponibilização de diversas horas para estudo não garante o sucesso ou aprendizado maior, pois diversos fatores além do tempo influenciam. Dentre eles está, por exemplo, a concentração, assim como  o foco em conteúdos realmente relevantes.

Por outro lado, quem estuda poucas horas pode fazê-las render, com a devida organização, muito mais no estudo do que quem dedica muitas horas diárias.

Pilares do estudo para concursos públicos

Porém, cabe ressaltar que não quer dizer que tempo não seja importante para o estudo para concursos públicos. Em verdade, ele é um dos três principais pilares que garantem o sucesso da dedicação ao processo de aprendizado para as provas.

O que acontece, entretanto, é que ele, sozinho, não é suficiente, necessitando, portanto, dos outros dois aspectos essenciais para os estudos.

concursos públicos

Um deles é a disciplina. Ou seja, delimitar um plano, com sequência de estudos e cronograma de exercícios e matérias, e segui-lo à linha. Embora pareça fácil em um primeiro momento, manter essa disciplina é extremamente difícil na medida em que se torna rotina e o estudo se torna cansativo.

 Outro pilar, também, é a técnica, pois é necessário se utilizar de boas práticas e recursos para estudar. Por exemplo, além de vídeo aulas ou de textos, é necessário dedicar tempo aos exercícios, dentre outras técnicas disponíveis.

Criando um cronograma de apenas 2 horas de estudos para concursos públicos

Ao montar um cronograma de estudos para concursos públicos, é essencial que o edital da prova seja conferido. Ali, além das datas das provas e requisitos de inscrição, também estão os conteúdos que podem compor a prova.

Contudo, geralmente apenas 20% do que consta no edital realmente cai na prova. Ou seja, apenas 1/5 do que pode cair é utilizado, realmente, na avaliação.

Porém, como saber quais partes do edital são importantes? Existem algumas soluções práticas e bem fáceis.

Primeiramente, caso você não tenha optado por aulas online de um dos vários cursos preparatórios para concursos, busque por vídeos gratuitos no Youtube. Diversos professores disponibilizam seus conteúdos, de forma que é possível entender o que cai com mais freqüência.

Além disso, outro ótimo termômetro que é indispensável nos estudos para concurso são os exercícios. Estudar provas passadas e outras já feitas pela banca da prova são ótimas ferramentas de estudo.

Isso porque, além de ser possível entender o que cai na prova, é possível testar seus conhecimentos e, ainda, conferir o porquê do erro e a resposta correta.

Portanto, uma boa forma de programar os estudos é separar o seu tempo, estimado em duas horas diárias, com base na leitura de textos e ao acompanhamento de vídeos com conteúdos e, após, a realização de exercícios.

É possível destinar apenas 30 minutos do tempo total aos exercícios, contanto que sejam realizados todos os dias.

Também, separe limite de tempo para o estudo de cada matéria. Assim, por exemplo, escolha duas matérias diárias para estudo e, para cada uma, 45 minutos de estudo. Após, dedique o tempo restante aos exercícios sobre essas matérias.

 Dessa forma, é possível dar atenção de mesma forma para todas as matérias.

Por outro lado, na última semana antes dos concursos públicos, dedique suas duas horas diárias para a revisão dos conteúdos e, principalmente, realização de exercícios. Isso porque de nada adianta tentar gravar conteúdos desconhecidos de última hora.

Assim, revise os conteúdos e reserve seu último dia antes da prova para o descanso e preparo mental para a prova. A tranquilidade, pois, é parte essencial do sucesso no concurso público.